Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

19.02.18

O Taj Mahal e a hemorragia pós-parto


Sofia Serrano

istock-478831658.jpg

 

É uma das sete maravilhas do mundo, e sem dúvida, um lugar imperdível quando se visita a Índia.

O Taj Mahal foi construído pelo imperador Mogul Shah Jahan em honra a Mumtaz Jahal, sua mulher e amor da sua vida, junto ao rio Yamuna, em Agra. 

Tiveram 14 filhos, e Mumtaz morreu após o parto do 14º, devido à causa mais frequente de morte materna no mundo - a hemorragia pós-parto.

 

A hemorragia pós-parto corresponde à perda de sangue excessiva (mais de 1000ml) nas primeiras 24 horas após o parto. Também pode ocorrer de forma tardia, até 12 semanas após o parto (menos frequente).

Há várias causa para isto, mas a atonia uterina, ou seja a incapacidade do útero contrair corretamente, é a mais frequente.

Para evitar esta terrível complicação, em todo o mundo há um esforço dos profissionais de saúde para que existam equipas treinadas para reconhecer esta situação e fazer o tratamento adequado atempadamente. 

 

É difícil prever que grávida terá uma hemorragia pós-parto, mas é fundamental evitar que as grávidas tenham anemia, e fazer só episiotomias (corte no períneo durante o parto) nas situações que realmente necessitam - ambas as medidas ajudam na prevenção.

Para que o útero contraia após o parto e evitar perdas de sangue excessivas, uma das medidas fundamentais é dar oxitocina à mãe, fazer massagem uterina e tração do cordão umbilical (para ajudar à saída da placenta) - nos hospitais portuguesas, esta medida está implementada e funciona bem, mas nos casos de partos fora do ambiente hospitalar, esta medida não é realizada e aumenta o risco de hemorragia pós-parto.

Os casos graves de hemorragia pós parto podem necessitar de transfusão ou cirurgia, mas podem acabar de forma trágica. O correto seguimento na gravidez e o parto em ambiente hospitalar, com uma equipa treinada para lidar com estas situações é fundamental.

 

 

Podem-nos seguir no instagram, aqui.

 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.