Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

O que mudou na despensa cá de casa

IMG_9094.JPG

 

Cada vez mais tomamos consciência que somos o que comemos.

Ja tinha escrito anteriormente sobre mudanças aqui por casa em termos de alimentação. A verdade é que mudamos muitas das coisas que habitualmente comprávamos por serem vendidas como "saudáveis". Muitos desses produtos têm uma quantidade inacreditável de açúcar, para além de uma série de conservantes, que são tudo menos benéficos para a saúde.

 

As nossas dicas para ir às compras e escolher alimentos bons:

 

- optar por alimentos o mais naturais possível, ou seja, preferir legumes e fruta fresca ao invés de embalados e conservados, escolher carne e peixe frescos

- optar por alimentos biológicos, desde legumes, fruta, ovos, bem como carne e peixe

- não comprar alimentos processados ou pré-feitos, ou com açúcar adicionado

- ver sempre os rótulos dos alimentos e por de parte os que têm conservantes, açúcar adicionado ou corantes

 

 

Claro que houve muita coisa que mudou na nossa despensa, e deixamos de ter:

 

- iogurtes infantis, de aromas, pedaços ou líquidos ( quer se anunciem como magros, diet ou especiais para o crescimento das crianças, estão carregados de açúcar)

- cereais de pequeno almoço 

- sumos e refrigerantes

- bolachas e barrinhas várias

- pão, croissants, pães de leite...

- massas 

- ketchup, molhos variados...

- açúcar

 

Estes são só alguns exemplos. E é possível arranjar alternativas saudáveis:

- compramos iogurte grego natural e adicionamos fruta e canela

- fazemos sumos de laranja e outras frutas

- fazemos bolachas saudáveis, por exemplo com aveia, coco e banana

- fazemos pão sem trigo, com misturas de outras farinhas ( aveia, arroz, linhaça, coco, amêndoa...) e também panquecas e bolos

- adoçamos com açúcar de coco ou mel, e canela

- pusemos massas de parte e optamos por legumes, batata doce...

 

Acima de tudo, acredito que temos de ignorar a publicidade a uma série de alimentos processados e termos tempo para escolher os alimentos naturais e saudáveis - não é complicado, é só mesmo uma questão de tomarmos consciência que a alimentação é fundamental na nossa saúde.

 

 

 

 

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Sofia Serrano

    22.03.17

    Para pequenos almoços, tente o iogurte grego natural com fruta misturada, os meus adoram com banana e canela, e junto também frutos secos. Outra opção podem ser ovos mexidos e um sumo de laranja natural, que ao inicio os meus não estavam habituados, mas começaram a ver os pais comerem e agora adoram. O queijo também é uma boa opção, nós tentamos comprar os mais naturais possíveis, sem conservantes.
    O leite os miúdos continuam a beber, principalmente o P. que é quem mais gosta, compro do dia, gordo.
    Para a escola, a fruta é a melhor opção. Há biscoitos fáceis de fazer, por exemplo com banana, aveia e coco (experimente!).
    Já partilhei a nossa receita do pão maravilha, fica ótimo com manteiga ou queijo, vai ver que eles gostam! Há muitas receitas possíveis, só precisamos mudar a maneira como pensamos a comida :)
    Vou tentar fazer uns posts com sugestões de pequenos almoços e lanches para as escolas!
    Beijinhos!
  • Sem imagem de perfil

    Cramos

    23.03.17

    Olá Sofia! E em ralação aos ovos qual a sua opinião relativamente ao numero a consumir/dia /semana para criança/adulto? é que existe tanta informação contraditória...
    Obrigada
  • Imagem de perfil

    Sofia Serrano

    23.03.17

    Confesso que da informação mais recente, não há um limite estabelecido de nr de ovos a consumir por dia ou por semana. Penso que deve ser o bom senso :)
    Nós comemos quase diariamente.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.