Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Coisas que se aprendem quando nasce o segundo filho

17.05.13 | Sofia Serrano
1. Que um brinquedo tão simples como uma torre de argolas, para um serve como pulseiras, para o outro serve como arma de arremesso.

2. Que os rapazes podem usar toalhas com bonecos rosa depois do banho e não lhes acontece nada.


3. Que quando são muito pequenos, se estão a dormir há 15 minutos e despertam ligeiramente, é má ideia fazer uma festa e pô-los bem acordadinhos - o melhor mesmo é tentar suavemente adormecê-los outra vez, para aprenderem a dormir boas sestas ( e nós podermos descansar!).


4. Que afinal há mais marcas de fraldas e de toalhitas para além das mais caras e que funcionam igualmente bem (depois de um primeiro que só usava Dodot, perdoem-me a publicidade, o segundo já rodou por todas as marcas existentes no mercado e confesso que os resultados são os mesmos: ensopam xixi e cocó, às vezes lá se tem de trocar a roupa, mas o balanço global para a carteira é melhor)(....correndo o risco de a Dodot nunca na vida me enviar amostras ou me convidar para eventos, mas a verdade é a verdade!)


5. Que assim que um bebé esfrega os olhos, é ir pô-lo a dormir ou  corre-se o risco da festa durar até às tantas.


6. Que cada filho tem um ritmo de crescimento e desenvolvimento próprio. E que nós não conseguimos deixar de fazer comparações, mesmo sabendo isto ( "a M. nasceu com x de peso, mas o P. pesou mais, espreita aí no boletim quanto tinha na primeira consulta no pediatra" ou " por esta altura a M. já dizia muita coisa...o P. só aponta!"...and so on)


7. Que as noites românticas vão ser (MUITO) provavelmente interrompidas umas 10 vezes (no mínimo) porque é EXACTAMENTE nessas alturas que se lembram de perder a chucha, enfiar um pé numa grade da cama, tossir, destapar, que têm sede, que têm xi-xi, que têm pesadelos ou que querem ir para a cama dos pais.


8. Que o amor pelos filhos é incondicional e enorme. GIGANTE. E que quando pensávamos que nunca conseguiríamos amar mais nenhum como amávamos o primeiro, eis que o amor se multiplica.






16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2