Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café, Canela & Chocolate

O site da autora Sofia Serrano. Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Café, Canela & Chocolate

O site da autora Sofia Serrano. Conversas de uma mãe, que é médica Ginecologista/Obstetra e adora escrever. Com sabor a chocolate.

Enquanto a Lua muda

Avatar do autor , 22.07.21

O meu novo livro, o primeiro romance, já está à venda em todas as livrarias!

 

195887623_259680992616458_2135535126912117799_n.jp

A Lua comanda os dias de Camila. Aurora é uma sonhadora. Francisca não olha a meios para atingir os fins. Margarida pressente que algo grave está para acontecer.

Enquanto a Lua muda conta-nos as histórias de quatro mulheres, em épocas diferentes, ligadas inevitavelmente por um profundo segredo.

Quando Camila, a jovem e entusiasta parteira, tem de se mudar para África com o marido, desencadeia-se uma série de acontecimentos que a vão levar a escolhas poucos claras — e que a vão ligar, para sempre, a Aurora, Francisca e Margarida.

Durante muitos anos, a verdade permanece escondida, até que a jovem interna de cirurgia, Margarida, se vê confrontada com um desafio inesperado no seu caminho. Para ultrapassar este obstáculo, será preciso desenterrar segredos profundos. E perceber que tudo aquilo em que acreditava era, afinal, uma mentira.

Enquanto a Lua muda apresenta-nos o percurso destas mulheres, em vozes alternadas, através de emoções que se vão ligando de forma subtil e delicada, misturadas por um profundo segredo. São quatro mulheres que se desafiam e ultrapassam preconceitos e estigmas da sociedade, mostrando a sua força e defendendo as suas convicções.

Este é um livro sobre a dureza dos princípios e a imprevisibilidade dos fins, sobre nascer e morrer e o peso que a isso se dá, tanto que nos leva a esquecer muitas vezes o que acontece pelo meio: a vida.

Valerá a pena fazer tudo por um filho?

Podem encomendar na Wook, na Fnac ou no site da Cultura ou comprar nas lojas físicas (Bertand, Fnac, hipermercados...etc).

 

Depois digam-me o que acharam! Podem enviar mail para msofiaserrano@gmail.com

 

O novo livro

Avatar do autor , 28.06.21

Captura de ecrã 2021-06-28, às 23.02.54.png

"Há segredos que não se conseguem esconder por muito tempo..."
 
Este é um deles!
 
O meu novo livro, "Enquanto a Lua muda" - um romance, a minha primeira aventura nesta área.
 
Bom, eu sei que não sou propriamente uma escritora, apenas uma médica obstetra que adora histórias, e que gosta de as contar/escrever 😉 Boas histórias, acima de tudo, com finais imprevisíveis!
 
Adorava que lessem e partilhassem a vossa opinião.
O livro já está disponível para pré-encomenda no site da Cultura Editora - os exemplares encomendados nesta fase de pré-venda têm direito a autógrafo 😉
 
Quando houver data e local de lançamento, aviso!
 
 

9 anos

Avatar do autor , 13.06.21

No dia de Santo António comemora-se cá em casa o aniversário do mais novo.

Com um bolo de aniversário do seu clube, o Olhanense, com sol e com muito amor e boa companhia!

Que sejas sempre muito feliz e que a vida seja boa para ti, meu querido Pedro :)

DSC_0011.jpeg

DSC_0008.jpeg

DSC_0003.jpeg

DSC_0001.jpeg

DSC_1010.jpeg

DSC_1008.jpeg

DSC_0044.jpeg

 

Novo livro!

Avatar do autor , 21.04.21

Eu sei, já ninguém lê blogues. Provavelmente muito pouca gente vai passar por aqui para ler este post. Cada vez mais, este espaço é uma espécie de diário intimista, porque toda a gente anda pelo instagram e pelo twitter, porque lá acontecem coisas a todos os segundos.

Mas acredito que ainda muitos lêm LIVROS:)

E era só para avisar quem ainda aqui vem que em breve vai sair o meu novo livro!

Adivinham sobre o que vai ser????

Estou muito entusiasmada e ansiosa para o partilhar convosco e saber a vossa opinião.

Está quase!!!

 

20155946610369.jpeg

 

O Natal de 2020

Avatar do autor , 30.11.20

IMG_5622.jpeg

IMG_5599.jpeg

IMG_5608.jpeg

Este foi o ano em que montamos a árvore de Natal mais cedo. Acho que este estranho 2020 pede algum conforto e as decorações de Natal sempre nos aquecem o coração.

A banda sonoroa para montar a árvore são os clássicos de Natal, e o desafio constante é impedir a nossa gata Ninja de tirar os enfeites para brincar com eles - em particular as bolas - ou subir pela árvore até ao topo. 

Os miúdos, esses, estão crescidos.

Não sei muito bem se vamos todos voltar completamente ao normal depois deste louco ano, mas espero, pelo menos, que haja boas recordações no meio de todos os números do covid, máscaras e álcool gel.

E por aí, também já é Natal?

E os primeiros beijos?

Avatar do autor , 16.09.20

 

Hoje tive um dia de folga. Levei os miúdos à escola, que começou esta semana, depois de meses em casa, fechados e limitados socialmente por causa do coronavirus - como todos os outros miúdos e pessoas no mundo inteiro. A escola, a família e todos, a cumprir as novas regras numa tentativa de regresso à normalidade - que não é nada normal.

 Tinham visto recentemente um filme, sobre adolescentes que se conheciam, ficavam amigos e que acabavam inevitavelmente num primeiro beijo apaixonado.

- E agora mãe? - dizia a minha filha. - Como vão ser os primeiros beijos? Estamos todos de máscara, todo o tempo. Aquela envolvência que leva duas pessoas a beijarem-se não vai existir se estiverem ambas de máscara...ou vai?

Confesso que já tinha pensado em como tinhamos de mudar muitos pormenores do dia a dia por causa da Covid-19. Máscaras, gel, distanciamento social. Limitar idas a sitios com muita gente, tipo supermercados e restaurantes. Limitar as viagens que adoramos fazer. As aulas de educação física, os treinos de hip-hop e o futebol com novas regras.  No meio de tudo isto, não me tinha lembrado dos primeiros amores, dos primeiros beijos, que acontecem nos corredores da escola. De dar as mãos às escondidas. Do toque, aquele que precisa de proximidade. Das conversas e gargalhadas sinceras.

As paixões fazem parte das nossas vidas, ajudam-nos a crescer. Os amores e desamores moldam a nossa personalidade e o afeto conta muito para definir quem somos. Os adolescentes precisam disto, todos nós precisamos de sentir.

Mas o que é que posso responder, como mãe e como médica? Sabendo que estamos no meio de uma pandemia, que temos todos de nos proteger, e que não fazemos ideia quando é que isto tudo vai acabar?Que é preciso usarem máscara, que têm de manter a distância de segurança, que não podem andar de mãos dadas? Que os intervalos são curtos e quase nem têm tempo para ir à casa de banho? Como é que conseguimos um "normal" para estes miúdos que estão a crescer, que precisam de se apaixonar e que sonham um dia com um primeiro beijo? Estes miúdos que já vivem praticamente dentro do telemóvel e que precisam tanto dos amigos e dos afetos para saírem da realidade virtual para a vida real?

 

Sinceramente não sei. 

Se calhar, os primeiros beijos vão ter mesmo de esperar. Mas assusta-me não saber até quando.

vogueportugal-april20-freedom-article1.jpg

 

 

 

 

 

E já são 8 anos, miúdo!

Avatar do autor , 14.06.20

Dia de aniversário deste miúdo querido!

O meu Pedro que nasceu no dia de Santo António.

O que está sempre em festa e a fazer palhaçadas, que é amigo verdadeiro mas que também sabe ter mau feitio se for preciso.

Doido por bola mas com a equipa ao lado, quer ter os abdominais do CR7 e só come saudável (verdadinha!).

A festa dos 8 anos foi a possível neste estranho 2020, com um grupo reduzido de amigos e família mas com muito amor e diversão.

Aproveita bem os teus 8 anos, e que tenhas sempre muita saúde e sejas muito,muito feliz!

 

DSC_0967.jpg

DSC_0891.jpg

DSC_0855.jpg

DSC_0821.jpg

DSC_0848.jpg

DSC_0838.jpg

DSC_0947.jpg

DSC_0907.jpg

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.